Série os malas – Agostinho Santos, o gigolô de prefeitura

Vote no seu mala preferido.

Agostinho SantosAgostinho Santos é um soberbo mala sem alça. Como é comum entre os malas, não tem emprego. Não trabalhada. É um gigolô de mulher. Quando seu mestre e chefe de sua gangue, Haroldo Queiroz, está no comando do bando na prefeitura Agostinho consegue uma sinecura. Continua desocupado e com muito tempo para usar sua língua enorme, mas sempre sobra um jabá para ajudar em casa.

Agostinho mal sabe desenhar um O com o fundo de um copo, mas isto não impede de conseguir sua sinecura logo na Secretaria de Educação. Talvez por isto ache que é jornalista (por favor, seja educado e segure o riso).

Como neste momento o chefe da gangue está desempregado, ele também está desempregado. Como não sabe trabalhar e como ninguém o contrata como jornalista (que piada!) ele tem que exercer sua antiga e eterna profissão de gigolô. Ou seja, viver às custas da mulher, que é trabalhadora. Ela trabalha e leva o pão para casa. Enquanto isto, Agostinho Santos perambula pela cidade e faz fofocas no WhatsApp.

Em ano eleitoral ele se agita. Se mete em tudo, dá palpite errado, quer mostrar para todos que é ele quem define a eleição. Faz campanha para o chefe da gangue, o Bode. O único problema é que a campanha dele funciona ao contrário. Ele é o verdadeiro desmancha rodinha. Onde chega, todos vão saindo.

https://write.privacytools.io/os-malas/Por todos os seus atributos, Agostinho Santos é um bem qualificado candidato a Maior Mala Sem Alça de Bom Despacho. Quer você concorde, quer não concorde, vote aqui para escolher seu mala preferido.