Série politicagem – Joice Quirino bloqueia gratificação de servidores

Em manobra eleitoreira desajeitada, a presidenta da Câmara desagradou servidores municipais.

Joice QuirinoFaz mais de um mês o Chefe do Executivo mandou para a Câmara projeto de lei que autorizaria o prefeito a pagar duas gratificações aos servidores. Uma seria destinada a todos os servidores municipais e a outra somente a servidores que tenham se destacado de forma especial no desempenho de suas funções e no atendimento ao público.

Foi isto que o Prefeito Fernando Cabral explicou para quem quisesse ouvir quando compareceu à Câmara na reunião do dia 14 de outubro. Na ocasião ele pediu celeridade, pois pretendia pagar a gratificação junto com o salário de outubro.

No entanto, a presidenta não colocou o projeto em votação no dia 14 nem no dia 21. Os servidores ficaram sem receber a gratificação. Segundo fontes internas da Câmara, o que motivou a presidenta a não colocar o projeto em pauta foi a esperança de assumir a prefeitura caso o prefeito fosse afastado. Com isto ela poderia dar uma de boazinha e pagar a gratificação logo que assumisse. Assim ela tiraria a paternidade do prefeito e ficaria com a maternidade.

Um assessor político da presidenta sugeriu que ela não deveria coloca o projeto em votação e guardar o dinheiro para quando ela assumisse a prefeitura, assim ela poderia usar o dinheiro para asfaltar algumas ruas onde moram seus cabos eleitorais que vão ajudá-la na campanha que se aproxima.

Quando a notícia vazou, a presidenta ficou apertada e jogou a culpa nas comissões (Clique aqui para ver nota que não convence). A explicação não convenceu os servidores que se sentem prejudicados jogada da presidenta.

Joice se elegeu presidenta com voto comprado?


Veja também Os Malas de Bom Despacho A Curva do Rio Os sem noção Vote no seu mala preferido