Doa a quem doer? Que cara de pau!

A Caçadora de Marajás de Bom Despacho. A Collor de saias.

Joice – Doa a quem doer? Que cara de pau!

A cara de pau da candidata Joice não tem limites. Prá começar, está fazendo campanha eleitoral descarada, o que a lei proíbe. Depois, ela tem coragem de dizer em sua campanha antecipada que vai cortar privilégios doa a quem doer. Quanta falsidade!

O primeiro ato da candidata Joice quando assumiu a presidência da Câmara de vereadores foi nomeadar a própria cunhada como assessora! Em quase dois anos de presidência, não cortou um só privilégio. Pelo contrarário, aumentou.

Primeiro ato: Seu primeiro ato como presidente da Câmara, em 1º de janeiro de 2019, foi colocar a cunhada como assessora. Assessora de quê? A câmara já tem muitos servidores subutilizados. E tinha e tem um procurador. O cargo de assessora, que nem existia, foi criado para empregar a cunhada.

Segundo ato: gastou uma nota preta enfeitando o seu gabinete na câmara. Colocou armários novos e chiques só para uso próprio.

Terceiro ato: Deu aumento de salários e um monte de privilégios para os servidores da câmara.

Quarto ato: manteve os servidores em meio expediente. Eles recebem (e recebem muito bem!) para trabalhar 8 horas. É este o expediente que está na lei, mas a presidente, para angariar votos entre eles, deixa que trabalham apenas 6 horas (de meio dia às 6).

Quinto ato: Como presidente da câmara, não deixou que fosse aprovado o novo regulamento do BDPREV. Com isto, o cidadão vai ter que desembolsar mais algumas centenas de milhares de reais por mês para pagar a previdência dos servidores municipais. Este é um grande prejuízo para o cidadão que vai pagar com seus impostos a generosidade da candidata.

Sexto ato: a candidata já foi a todas as unidades básicas de saúde e prometeu cargos, gratificações e aumentos de salários para todas as coordenadoras (de onde virá este dinheiro?).

A viúva pródiga

Quando morreu, Dr. Marco Túlio deixou para a candidata duas boas pensões, fazendas, casas, 30% de participação na hemodiálise. Menos de 4 anos depois, ela já vendeu a metade da participação na hemodiálise, vendeu a metade das fazendas e colocou casas às venda. Se ainda não torrou tudo, foi porque a família do Dr. Marco Túlio interferiu e não deixou. É esta a pessoa que quer administrar o dinheiro do bom-despachense e fala em cortar privilégios doa em quem doer?

Será ela o novo Collor de saia? Para quem não se lembra, ele foi oi famoso caçador de marajás, aquele que ía cassar os privilégios de todos. Deu no que que deu!

Com o exemplo que ela deu no primeiro dia de comando na Câmara, já dá para sentir o que ela faria se fosse eleita prefeita: ia levar não apenas a cunhada, mas a família inteira para a prefeitura. Joice

Cunhadinha nomeada assessora da presidente no primeiro dia de presidência.