Bode & Breno ou Corrupção & Estelionato

Flávio QueirozEsta é uma dupla bem sucedida. O Bode já roubou milhões da prefeitura e do povo e continua livre para viajar, jogar, roubar de novo. Breno roubou a Cooperbom e o Sindicato Rural até que não tivesse mais nada para roubar. Também continua livro, solto, e fugido em Miami. Foi lá que a dupla Corrupção e Estelionato se reuniu para comemorar a liberdade usando o dinheiro roubado Clique aqui para ver as malas das compras em Miami.

Os roubos do Haroldo todo mundo conhece. Quando era prefeito em Bom Despacho, nunca fez uma obra sem levar pelo menos 10%. Nunca fez um asfalto sem embolsar a diferença de 2 cm de diferença. Nunca autorizou um loteamento sem ganhar 20 lotes. Mas os trambiques do estelionatário Breno Marques Gontijo, seu parceiro, amigo e motorista são menos conhecidos. Pois então aqui vai um resumo.

Breno do Fio, ou Brenão, conseguiu ser diretor da Cooperbom. Lá roubou, mas não foi pouco. No final, mais de um milhão. Fazia compra no mercado da cooperativa e não pagava. Levava semente, adubo e ração para casa e não pagava. Vendia bezerros da fazenda da Cooperativa e embolsava o dinheiro. Recebia como se estivesse fornecendo leite, mas não estava. Para não perder a oportunidade, pegava uma comissão nas compras.

Mas não ficou por aí. Pegou dinheiro adiantado por fornecimento que nunca existiu. Quando a coisa apertava e ele queria mais alguns trocados para bancar sua vida de rico, encontrava uma saída fácil na troca de cheques. Ele entrava com um cheque sem fundos no caixa da cooperativa e tirava o troco em dinheiro.

Com estes golpes grandes e pequenos, ele e o Zé do Nô quase levaram a cooperativa à falência. Depois se juntaram para ser candidato a prefeito em Bom Despacho. Pode?

Pelo jeito pode, pois seu amigo Bode já foi prefeito três vezes!

Depois de sair da cooperativa, Brenão arranjou outro lugar para roubar, que foi o Sindicato Rural. Lá tinha pouco. O Sindicato já estava quebrado. Mas ele não se apertou. Conseguiu emendas parlamentares, enganou fazendeiros e comerciantes e ainda conseguiu roubar um tanto até bom. Só numa caminhonete que vendeu ele apurou uns R$ 40.000,00. Foram diretamente para o seu bolso.

Comemoração Para comemorar a roubalheira e a impunidade, a dupla Bode e Breno, também conhecida como Corrupção e Estelionato se reuniram em Miami. Uma reunião de família. Como diz a música de fundo, esta família é muito unida. Nela, quem não rouba dá cobertura para quem rouba. Os pequenos são trombadinhas.

No vídeo abaixo você pode ver o entusiasmo com que o Bode comemora com seu parceiro Breno. É só alegria. A tristeza fica por conta dos bondespachenses roubados, do asfalto ruim, das escolas que deixou abandonadas.

Bode e BrenoClique aqui para ver o vídeo da amizade Fora do alcance da Justiça Apesar dos muitos processos contra Bode & Breno, os dois se sentem foram do alcance da justiça. O Bode parece que tem proteção na justiça e no ministério público porque por muito menos do que eles fizeram muitos prefeitos já foram presos, mas ele continua solto. O ex-prefeito está aí, fazendo deboche, gastando nosso dinheiro e viajando para jogar no Paraguai e em Las Vegas. O Breno está em Miami, gozando a vida e rindo dos bondespachenses. Até quando, ninguém sabe, mas enquanto isto o ministério público faz vista grossa e a justiça dorme.

As farras da dupla Bode & Breno, também conhecida como Corrupção e Estelionato são mais um símbolo de que neste país, ser corrupto e estelionatário vale a pena. Agora, ser honesto... bem, ser honesto pode ser bem perigoso.


Veja também estas biografias Cessão Queiroz, a primeira dama do ladrão Acir Parreiras, o cupincha Tereza Raquel Queiroz, a filha do ladrão Haroldo Queiroz condenado pelo TCU Haroldo Queiroz o ladrão cria da casa Cláudio Boca Preta, o gigolô do INSS Mozart Fosquete Agostinho Santos – Gigolô da Prefeitura Maurício Reis – o picareta que veio de fora